Plano de Gerenciamento de Resíduo Sólidos

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

O que é um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos? 

É um documento de valor jurídico, que comprova a capacidade uma empresa de administrar todos os resíduos que eventualmente venha a gerar. No Brasil, desde 02 de agosto de 2010, o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) é obrigatório para um determinado grupo de empresas. Assim, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) tem nos Planos de Resíduos Sólidos um forte instrumento de aplicação da Lei 12.305/2010. Em outras palavras, a elaboração deve ser feita a nível federal, estadual e municipal e por empresas públicas ou privadas.  

Pra que serve um PGRS? 

Toda a atividade humana gera resíduos sólidos.  Através de um PGRS é possível identificar quem são os geradores, o tipo de resíduos e a quantidade gerada. Desta forma, é possível dar a destinação final ambientalmente adequada ao que foi gerado. Além disso, uma correta segregação dos resíduos permite uma melhor fluidez acerca do controle de gastos dentro de processo produtivo. Como também, assegura a responsabilidade ambiental da sua empresa.  

Durante o processo de elaboração, é feita uma análise do ciclo percorrido pelos materiais consumidos no processo operacional do estabelecimento. Dentro deste ciclo, podemos segmentar a aplicação do plano nas seguintes etapas:

  • Não geração; 
  • Redução; 
  • Reutilização; 
  • Reciclagem; 
  • Tratamento dos resíduos sólidos; 
  • Disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos. 

Após a aplicação do plano, é de suma importância a análise acerca de como cada etapa está fluindo, uma vez que a metodologia pode ser alterada, a fim de potencializar a eficácia desse processo.

Benefícios e responsabilidades para implantação desse plano: 

  • A prevenção e precaução; 
  • O conceito de poluidor-pagador aplicado a geração de resíduos; 
  • A Ecoeficiência; 
  • A Responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos; 
  • O Reconhecimento do resíduo como bem econômico; 
  • O valor social; 
  • O direito à informação; 
  • O controle social. 

Ainda tem dúvidas se sua empresa necessita de um PGRS? Contate-nos para mais informações! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *