Saúde e Segurança do Trabalho

Saúde e Segurança do Trabalho: entenda sua necessidade

Introdução

Quando nos referimos à Saúde e Segurança do Trabalho (SST), estamos falando das medidas que devem ser adotadas para preservar o bem estar do trabalhador, e proteger a sua vida de possíveis desastre no seu ambiente de atuação. A segurança, portanto, serve como ferramenta de prevenção, sendo essa sua característica primária. O principal documento para a elaboração de medidas de segurança da empresa é o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), cuja realização e implementação são obrigatórias.

Como aplicar medidas de SST?

Cada empresa deve possuir o seu próprio dimensionamento para esse setor. Inclusive, algumas delas possuem apenas um técnico, com o papel de representar todo o departamento. Sendo assim, não há uma regra válida para todas as empresas referente à montagem desse departamento, pois as circunstâncias podem variar bastante. De qualquer forma, antes da implementação, é preciso se manter a par de tudo o que a organização já adota para cuidar da saúde de seus membros.

Por fim, é preciso ter atenção para conseguir enfrentar um dos maiores desafios da implementação de um departamento de saúde e segurança do trabalho: o cumprimento do que já foi pré-determinado em termos de procedimentos e atitudes prevencionistas nas empresas.

Funções do departamento de SST

O cuidado com a saúde dos funcionários deve ser aplicado em todos os sentidos (físico, mental e psicológico), principalmente com relação à exposição de situações de risco. A elaboração e o repasse de informações preventivas são os maiores objetivos do departamento de saúde e segurança do trabalho. Desta forma, o setor elabora mapas de risco, capacita gestores e realiza treinamentos para pessoas que trabalham em determinado local, seguindo as regulamentações vigentes. Sendo assim, o departamento de saúde e segurança do trabalho também possui a responsabilidade de adotar medidas e, em alguns casos, providenciar equipamentos para cuidar da saúde de todos os empregados, seja qual for a área em que trabalhem.

  • Identificar riscos de processo nas variadas funções da empresa;
  • Elaborar um plano de trabalho com ações preventivas de segurança;
  • Implementar medidas de prevenção de riscos;
  • Avaliar prioridades de ações no ambiente de trabalho;
  • Fazer vistorias periódicas em todos os setores da empresa, com intuito de atualizar o plano de ações preventivas de segurança.

Benefícios de um sistema de Saúde e Segurança do Trabalho

Na empresa, cabe a todos o zelo por um ambiente mais seguro e saudável, mas o empregador é totalmente responsável pela adoção de medidas de manutenção da segurança e, também, de preservação da saúde de seus funcionários.

Entretanto, os funcionários também têm papel acerca de sua própria qualidade de vida no ambiente de trabalho, devendo colocar em prática todos os conhecimentos adquiridos por meio da SIPAT, além dos treinamentos de segurança e campanhas de saúde promovidos pela empresa. Além disso, é dever do funcionário obedecer às normas e, fazer uso dos Equipamentos de Proteção quando for necessário, para a realização das suas atividades. Um colaborador que não cumpre com os procedimentos de segurança da empresa pode até ser dispensado por justa causa.

  • Redução dos riscos de acidentes de trabalho;
  • Promoção de um ambiente mais adequado ergonomicamente;
  • Redução dos casos de doenças ocupacionais;
  • Estabelecimento de melhores condições físicas e psicológicas de trabalho para os colaboradores;
  • Aumento da organização da empresa com a elaboração de planos de riscos;
  • Diminuição dos gastos com pagamento de multas ou indenizações devido ao descumprimento de normas trabalhistas;
  • Aumento da qualidade de vida no ambiente de trabalho e, com isso, maior produtividade por parte dos colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *